Estudante pedala por 48 dias para chegar em casa após ter voos cancelados…

Estudante pedala por 48 dias para chegar em casa após ter voos cancelados…

14 de julho de 2020 0 Por Flavio Menezes

Um estudante grego da Universidade de Aberdeen, na Escócia, arranjou um jeito de visitar sua família em Atenas, na Grécia, mesmo após ter seus voos cancelados por conta da pandemia do novo coronavírus.

Ao invés de ficar sozinho na faculdade durante o lockdown na Escócia, Kleon Papadimitriou, de 20 anos, resolveu se aventurar com uma bicicleta em uma viagem de 48 dias e 3500km até chegar em casa.

Ele comeu frutas e peixes enlatados, acampou no deserto e contou com a solidariedade de diferentes pessoas para tomar banho durante o percurso. A aventura de Kleon foi vista por mais de 450 pessoas no Instagram. “Agora estou me dando conta de quão grande foi essa conquista. E eu aprendi muitas coisas sobre mim, sobre meus limites, sobre meus pontos fortes e fracos. E eu diria que realmente espero que a viagem tenha inspirado pelo menos mais uma pessoa a sair de sua zona de conforto e tentar algo novo, algo grande”, disse o jovem à emissora CNN.

Os pais de Kleon concordaram com a travessia, mas com uma condição: ele poderia ser rastreado pelos familiares a qualquer momento através de um aplicativo.

A aventura começou em 10 de maio, armado com sardinha em lata, manteiga de amendoim e pão, um saco de dormir, uma barraca e equipamentos para sua bicicleta.

Kleon pedalou entre 56 e 120 quilômetros por dia, atravessando a Inglaterra e depois a Holanda. Ele andou de bicicleta ao longo do Rio Reno, na Alemanha, passou pela Áustria e pedalou ao longo da costa leste da Itália antes de pegar um barco para o porto grego de Patras e de lá para Atenas.

Em 27 de junho, quase 50 dias depois que pegou a estrada, Kleon voltou para casa, onde sua família, juntamente com dezenas de amigos, além de completos estranhos que acompanhavam seu progresso pela internet, estavam esperando para comemorar sua chegada.

“Foi muito emocionante. Vindo de uma família de pais que foram muito aventureiros em sua juventude, me vendo meio que seguindo seus passos, acho que é muito emocionante para eles e, obviamente, significa muito para mim”, contou.