Jasper Stuyven vence a Milano Sanremo!

Jasper Stuyven vence a Milano Sanremo!

20 de março de 2021 0 Por Flavio Menezes

Uma chegada espetacular! O belga Jasper Stuyven pela Trek Segafredo venceu a Milano Sanremo após repetir o ataque de Vincenzo Nibali no Poggio em 2018. Caleb Ewan foi o segundo colocado pela Lotto Soudal. O belga Wout Van Aert completou o pódio.

 

 

          Jasper Stuyven vence Milano Sanremo 2021 | Captura TV

112ª Milano Sanremo – 299km

Com previsão de sete horas de prova, a 112ª Milano Sanremo partiu de Milão com destino a Sanremo. Um total de 299km com tempo ameno, sem chuva para a primeira monumento de 2021.

Um grupo de sete ciclistas atacou logo nos primeiros dois quilômetros de prova, e logo depois tiveram a companhia de Filippo Tagliani que atacou do pelote. Essa foi portanto a fuga do dia, que chegou a ter pouco mais de seis minutos de vantagem sobre o pelote:

  • Mathias Norsgaard – Movistar
  • Nicola Conci – Trek Segafredo
  • Taco Van der Hoorn – Intermarché
  • Alessandro Tonelli – Bardiani
  • Andrea Peron – Novo Nordisk
  • Charles Planet – Novo Nordisk
  • Filippo Tagliani – Androni Giocattoli
  • Mathia Viel – Androni Giocattoli

O grupo passou a marca de 100km para o final e 200km de prova com 03:20 de vantagem sobre o pelote. Ainda com a parte mais dura da prova por vir. Em um trajeto diferente do usual devido ao impedimento de passar por algumas cidades em função do receio pela disseminação do coronavírus por parte do público. Ao invés do tradicional Passo del Turchino, a travessia dos Apeninos foi pela Colle del Giovo.

A fuga só foi perder fôlego na chegada a Cape Mele e finalmente neutralizada no pé da Cipressa. Com muita marcação não houveram ataques na Cipressa e a decisão ficaria para a última subida em Poggio di Sanremo. A velocidade do pelote e da prova em si estava alta, a mais alta da década.

A decisão no final, o Poggio di Sanremo

Uma subida de 3.6km e média de 3.6%, parece fácil, mas com 290km de prova nas pernas, foi o grande desafio da Milano Sanremo 2021. Na ponta do pelote a Ineos subia com Filippo Ganna colocando ritmo, a intenção era clara, impedir um ataque de Van der Poel ou Alaphilippe. O primeiro foi na marca de 6.1km para o final. O ataque veio de Alaphilippe, na sua roda foi Wout Van Aert e logo atrás Van der Poel.

O grupo líder diminuiu e ficou restrito a dez ciclistas. Wout Van Aert foi para a ponta e esticou mais uma vez o grupo, o único sprinter que resistiu foi Caleb Ewan. Na descida para Sanremo, Michal Kwiatkowski assumiu a liderança, a velocidade era tanta que Loic Vliegen da Inermarché quase caiu do penhasco.

Logo em seguida a 2km do final foi a vez de Jasper Stuyven, o belga da Trek Segafredo atacou tal qual Vincenzo Nibali em 2018. Restava menos de 2km, não havia mais jogo de equipe, não havia mais nada, era cada um por si, uma verdadeira “corrida de cachorro louco”.

Ao final Jasper Stuyven conseguiu vencer com o grupo babando atrás dele. O belga de 29 anos venceu com 6h38’06”, uma média de 45,07km/h. O australiano Caleb Ewan da Lottou Soudal foi o segundo com Wout Van Aert completando o pódio pela Jumbo Visma.