O QUE VOCÊ PRECISA FAZER PARA CHEGAR AOS 90 ANOS PEDALANDO

O QUE VOCÊ PRECISA FAZER PARA CHEGAR AOS 90 ANOS PEDALANDO

4 de setembro de 2019 0 Por Flavio Menezes

Carl Grove, 91, quer compartilhar alguns ensinamentos para você pedalar a vida (longa) inteira

 

Por: Bicycling

 

Aos 91 anos de idade e pedalando, o norte-americano Carl Grove realizou nos últimos 10 anos mais do que a maioria das pessoas já fez em toda a sua vida. Mas para ele, é apenas a sua vida – como de costume.

 

 

Em agosto, Grove quebrou dois recordes mundiais de ciclismo para a faixa etária de 90-94 anos. Primeiro,  ele estabeleceu o Recorde Mundial da Hora (como é chamado pela UCI) no Colorado Springs Velodrome com uma distância de 34,5 km, quebrando a marca anterior de 30,4 km, que foi realizada pelo ciclista francês René Gaillard.

O registro de Grove se tornará oficial depois dos resultados de seu teste antidoping—sim, rola doping até nesta idade, e próprio Grove já foi pego.

Mas como Grove conseguiu chegar aos 90 anos pedalando dessa forma? Reunimos suas dicas para você abaixo, juntamente com exemplos de como ele é a prova viva de que isso funciona.

 

“Esteja ciente da beleza ao seu redor.”

No ano passado, Grove chegou perto de bater mais dois recordes oficiais, mas foi destituído desses títulos após falhar em um teste de drogas quando testou positivo para epitrenbolona e clomifeno. Grove e sua equipe determinaram – e a Agência Antidopagem dos Estados Unidos reconheceu – que ele inadvertidamente consumiu as substâncias proibidas por meio de carne contaminada (fígado, especificamente) que ele comeu no jantar certa noite.

Embora tenha sido um acontecimento lamentável, Grove e sua equipe permanecem inflexíveis quanto à conclusão de testes de doping, muitas vezes a ponto de incomodar os funcionários da USADA, a fim de garantir que os testes sejam realizados.

Grove levou o que aconteceu no tranco. Uma de suas dicas é focar no positivo e “estar ciente da beleza ao seu redor”. Há muito a ser agradecido, e ainda há muito a ser feito – não importa se você quer quebrar recordes mundiais ou apenas passear pela cidade.

“Saia com pessoas mais jovens.”

Grove tem uma longa história com o ciclismo. Ele começou a pedalar aos 5 anos e provou levar jeito para isso desde o início.

“Meu pai me comprou uma bicicleta pequena por um dólar e pouco de um vizinho”, disse Grove a Bicycling . “Eu me lembro daquele dia como se fosse ontem. Eu pedalei e entrei de cabeça no ciclismo. Ele me deu um empurrão e eu desci a rua.

Enquanto Grove começou cedo na bike, nãopedalou sério até os 40 anos. Mas foi com pedalando com pessoas mais jovens o que realmente levou Grove a evoluir na bike.

“Apenas não pare de pedalar”

Em vez de pedalar menos conforme a idade, cerca de 10 anos atrás, Grove decidiu dedicar-se totalmente aos treinos.

Em 2010, Grove chegou aos campeonatos nacionais e superou seus adversários. Ele então foi para o Campeonato Mundial de Masters na Áustria, onde ficou em quarto lugar no contrarrelógio. No ano seguinte, Grove voltou ao campeonato mundial, onde ganhou o contrarrelógio por mais de três minutos e meio de diferença; na corrida de 40K, na montanha, Grove ficou em quarto.

Grove estava no pódio, ouvindo o som do hino nacional dos Estados Unidos e observando-os içar a bandeira – e ele estava fisgado.

“Fiquei emocionado para sempre”, disse Grove. “E não é fácil eu me emocionar.”

Mas ele não parou por aí. Um ano depois, Grove decidiu que queria experimentar o ciclismo de pista. Parecia divertido, ele pensou.

Estudos mostram que o exercício regular, como o ciclismo, pode ajudar a diminuir a idade de “desempenho” (ou fisiológica), em comparação com a idade cronológica. Então, se você quer ser como o Grove quando for mais velho, você não precisa necessariamente perseguir os recordes mundiais (a menos que queira). Tudo que você tem que fazer é continuar pedalando.

“Eu não me importo com o que você faz, contanto que você faça alguma coisa.”

Neste ponto, Grove perdeu as contas de quantas corridas ele ganhou. Ele dá suas medalhas aos seus netos e bisnetos. Para ele, a parte mais importante de continuar pedalando e competindo foi mostrar aos outros o que é possível, mesmo com a idade avançada.

“Eu realmente tento mostrar às pessoas que são mais velhas o que elas podem fazer, e como elas podem fazer isso, a atitude é tudo”, disse Grove.

Grove notou como é importante permanecer ativo e se manter ocupado com a idade. É o que seus pais fizeram; seu pai trabalhou até os 93 anos e morreu quando tinha 97 anos, enquanto sua mãe viveu até os 105 anos. Quando perguntado sobre o que ele está mirando em seguida, ele não tem certeza.

“Eu poderia tentar tocar gaita novamente”, disse Grove. Além de ficar fisicamente ativo, manter seu cérebro ativo é também importante quando você envelhece. E a pesquisa faz o backup – o aprendizado de novas habilidades o ajudará a mantê-lo mais jovem, seja na bicicleta ou na gaita de fole.

Quanto ao ciclismo, ele acha que nunca vai abandonar.

“Provavelmente nunca vou parar de pedalar, porque não quero ficar encostado.”