SRAM COMPRA A TIME SPORT ASSUMINDO A LINHA DE SAPATILHAS E PEDAIS

SRAM COMPRA A TIME SPORT ASSUMINDO A LINHA DE SAPATILHAS E PEDAIS

25 de fevereiro de 2021 0 Por Flavio Menezes

O Rossignol Group, detentor da marca Time, vende os direitos comerciais da linha de sapatilhas e pedais para a Sram. Negócio foi fechado praticamente duas semanas após a empresa ter vendido para o Cardinal Cycling Group toda a operação de quadros e bicicletas com a marca Time.

 

A Sram faz mais uma compra estratégica no mercado, e coloca em sua prateleira onde já estão RockShox, Avid, Zipp, Truvativ, Quark a francesa Time, mais especificamente o pedaço da empresa voltado à fabricação de pedais e sapatilhas de ciclismo.

A marca estadunidense comprou os direitos comerciais e de produção de toda a linha de pedais para estrada e mountain bike, além do sistema de tacos de pedal e todas as patentes relacionadas aos produtos da marca Time e que estavam desde 2016 sob controle do grupo Rossignol.

SRAM AUMENTA SEU PORTFOLIO DE PRODUTOS E PREENCHE UMA LACUNA EM SUA LINHA

“A Time é uma marca lendária e foi a primeira a focar na ergonomia por meio da força nos pedais. Vamos trabalhar para preservar a história e a herança da Time e continuar seu legado de inovação e qualidade”, declarou Ken Lousberg presidente da Sram, que afirmou ainda que a assim como aconteceu com as aquisições anteriores, a Sram manterá a marca Time.

 

 

O valor da operação não foi divulgado e também é difícil garantir que a marca francesa será mantida, vale lembrar que em 1997 a Sram comprou a franco-alemã Sachs Bicycle Components com 600 funcionários toda sua tecnologia no desenvolvimento de câmbios e correntes e dois anos depois deixou de utilizar a marca, porém aproveitando-se até hoje da engenharia e do conhecimento trazidos pela Sachs.

NO DESMEMBRAMENTO DA TIME – BICICLETAS E QUADROS VÃO PARA O GRUPO CARDINAL

A aquisição da Sram veio duas semanas depois do Rossignol Group ter confirmado a venda da operação de quadros e bicicletas, incluindo a fábrica de compostos de carbono em Gajary, na Eslováquia para um outro grupo.

 

 

Isso só aconteceu  após o insucesso da operação de venda para a startup francesa WhaTTfornow que apostava na criação de um polo de marcas francesas voltadas para a bicicleta na regição de Auverbne-Rhône-Alpes. Ao que parece falharam as garantias bancarias para finalizar o negócio e aí entraram outros operadores na negociação.

No início de fevereiro de 2021 o Cardinal Cycling Group concretizou o negócio. As marcas ficarão separadas – bicicletas e quadros da Cardinal estarão sob a marca Time Bikes e os pedais e sapatilhas da Sram ficam sob a marca Time Sport.

 

 

Por trás do Cardinal Cycling Group há gente do setor, como Tony Karklins, fundador da Allied Cycle Works e ex-diretor da Orbea USA e o francês Martial Trigeaud, engenheiro industrial e ex-ciclista.

CEO do Caardinal Cycling Group, Trigeaud declarou: “Tendo crescido na França, o ciclismo sempre fez parte da minha vida. Sempre tive uma forte paixão pela Time porque esta marca, através de sua história, é um legado de patrimônio do ciclismo francês em todo o mundo. Estou honrado em me tornar seu embaixador e moldar seu futuro”.

Scott Rittschoff vice-presidente sênior da divisão de bicicletas da Rossignol, comemorou as duas operações fechadas neste mês de fevereiro:  “Estou emocionado por termos encontrado dois compradores excepcionais para a Time. Cada um traz forças únicas para impulsionar a grande marca Time”.