Alma de ciclista

Alma de ciclista

15 de janeiro de 2021 0 Por Flavio Menezes

Esse texto não é da minha autoria, mas é perfeito!

Um dia quando você ficar muito velho e quando não conseguir mais andar, ela ficara na minha garagem como um troféu das minhas lembranças. Conheci pessoas que me ensinaram algo e têm o mesmo espírito e conheci outros que me alegro de ter esquecido.
Fiz amigos de verdade, colegas e tbm conhecidos.
Já me molhei,
Já senti frio,
Já senti calor,
Já senti medo,
Já cai,
Já levantei,
Já me machuquei,
Mas tbm já sorri muito dentro do
capacete , Já falei mil vezes comigo mesmo,
carinho e gratidão ,
Sim, às vezes chorei,
Já vi lugares maravilhosos e inesquecíveis.
Já subi ladeiras intermináveis ​​e me perguntei se estava louco.
Muitas vezes, até que Valentino Rossi ficaria orgulhoso, outras vezes em terror.
Parei mil vezes para ver uma vista.
Eu falei com perfeitos desconhecidos, e esqueci de pessoas que me vêem todos os dias.
Saí com os demônios dentro de mim e voltei para casa com paz no coração.
Todas as vezes que pensei que era perigoso, aprendi que o significado da coragem é avançar mesmo sentindo medo.
Todas as vezes que subo na minha bicicleta, penso no quão maravilhoso é.
Paramos para falar com quem não entende, simplesmente (NÃO ENTENDEM) e aprendemos através de gestos como se comunicar com parceiros em outras bikes 
Gastei dinheiro que não podia, com renúncias de muitas coisas, mas todas essas coisas não valem um momento em que estou em cima da minha bicicleta,
Não é um meio de transporte nem um pedaço de ferro com rodas, e sim, uma parte perdida da minha alma e do meu espírito.
E a quem me diz: “Tem que vender, tem que ser uma pessoa mais séria.”
Eu não respondo.
Simplesmente balançar a cabeça
E sorrir.

Andar de bicicleta, pedalar.
Só entende quem ama.
Que Deus abençoe meus amigos ciclistas

Autor desconhecido.