QUAIS SÃO AS LESÕES MAIS COMUNS NO CICLISMO E COMO PREVENIR?

QUAIS SÃO AS LESÕES MAIS COMUNS NO CICLISMO E COMO PREVENIR?

29 de junho de 2022 0 Por Flavio Menezes

Ninguém gosta de ser forçado a deixar a bicicleta por alguma lesão, infelizmente, nem sempre um dia de pedal é perfeito. Um dia você pode se encontrar na melhor performance da sua vida, no próximo encontra-se lutando para girar os pedais sem dor, mas algumas lesões podem ser tratadas e evitadas facilmente.

E lembre-se: cada corpo tem sua particularidade, e os sintomas podem não representar a causa atual. Se a lesão é persistente, sempre procure um profissional, que te auxiliará a identificar e tratar a causa.

A pandemia de Covid-19 nos trouxe vários aborrecimentos, medos e incertezas, mas, até num cenário tão ruim assim, podemos tirar algo de positivo e nesse caso foi o aumento da preocupação de todos com sua própria saúde. E com as restrições à prática de esportes “indoor”, uma atividade em particular ganhou uma quantidade gigantesca de novos adeptos foi o ciclismo.  E isso é extremamente positivo, já que o ciclismo é um esporte que conecta pessoas, nos aproxima da natureza, e desenvolve força e resistência cardiorrespiratória, o que traz grandes benefícios à nossa saúde física e mental.

Mas, junto com os benefícios começam também a aparecer pequenos obstáculos comuns principalmente em quem inicia uma nova atividade física: as lesões típicas daquele esporte. No ciclismo não é diferente, com a prática contínua, algumas dores podem começar a aparecer.
Abaixo trago algumas lesões bem comuns que os praticantes dessa atividade podem sofrer, é importante ficar alerta aos sinais e procurar um fisioterapeuta.

Dor lombar e cervical

Quando passamos muito tempo numa mesma posição (lombar em flexão e cervical em extensão) pode sobrecarregar estruturas que não estavam acostumadas ou preparadas para isso, causando dor ou desconforto. O ideal é sempre fazer pausas.

Dor nos joelhos

A característica cíclica do movimento dos joelhos no ciclismo pode sobrecarregar o joelho em diversos pontos, mas as lesões mais comuns são a chamada Síndrome do Trato Iliotibial, que causa dor na lateral externa do joelho, e as tendinites e dores patelares, que causam dor na região frontal do joelho. Fique atento à qualquer sintoma referente à essa dor e procure um profissional para avaliar.

Dores no punho

São comuns em ciclistas, principalmente quando um excesso de pressão é descarregado no guidão. Em uma situação ideal, cerca de 60% do peso corporal deve ser apoiado no selim (parte traseira da bicicleta), e 40% no guidão. Quando um excesso de peso é apoiado sobre o guidão, o ciclista pode desenvolver dor no punho. Isso acontece, por exemplo, quando se tem uma bicicleta muito grande em relação ao tamanho do ciclista, portanto, atente-se se a sua bike é ideal para sua altura e se está ajustada corretamente.

Como dica para uma prevenção, aconselho o fortalecimento do CORE como uma atividade essencial na prevenção de lesões, particularmente através do pilates de solo.

ANA LUÍSA MARÇAL 

Ana Luisa Marçal é fisioterapeuta (Crefito: 127346-F) e atua como Diretora Clínica da Unidade de Guarulhos, do Instituto Pilates. A profissional possui formação em pilates solo e aparelhos para patologias da coluna e estabilização segmentar vertebral; além de especialização em fisioterapia Neurofuncional pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Saiba mais em: www.institutopilates.com.br